Trecho de 'A cruz e o crepúsculo'.

Muito tempo depois, hehe. Ta aí, como prometido! Vamos ao trecho... \o


Amor Satélite. 
"O amor assume o controle da vida de Bella e de Edward porque um completa o outro. Um é o motivo da existência do outro... Conforme Bella descreve seu amor por Edward, passamos a ver que ela faria qualquer coisa por ele. Ela acredita que responderia á voz dele sob qualquer circunstância. As palavras e as imagens que ela usa pra retratar seu amor refletem uma intensidade incandescente e uma profunda devoção. Bella acredita que Edward é perfeito...
O amor nessa história é o amor de duas pessoas centradas uma na outra. Tanto pra Bella quanto para Edward, o outro se torna o centro da própria existência. Se amar significa tornar-se um satélite, tal amor espera que o outro ser humano seja digno de ser orbitado. Nós, cristãos, precisamos refletir sobre a ideia de um amor que admita que outro ser humano seja capaz de nos completar, que possa servir como centro legitimo de nosso mundo. Se acreditarmos que outra pessoa pode nos dar tudo de que precisamos, se acreditarmos que outra pessoa pode dar significado ou propósito a nossa vida, então estaremos apenas nos preparando para uma futura desilusão. Estaremos nos preparando apenas  para sair procurando um novo 'centro' no instante em que o antigo centro humano nos decepcionar. Nenhum ser humano tem a capacidade de nos preencher.
Todas as pessoas são fracas e limitadas. O amor que sentimos não é por vampiros superfortes e imortais. Amamos seres humanos comuns que têm hábitos desagradáveis e que cometem erros. E o bom de tudo isso é que somos seres fracos, limitados e chatos. Se acreditarmos que o amor consiste em amar alguém que seja digno e que possa nos completar, aprenderemos, primeiro, que nenhuma outra pessoa pode cumprir esse papel. Também descobriremos que nós mesmos não podemos cumprir esse papel. Eu ficaria horrorizada se meu marido tentasse centrar a vida dele em mim. Tenho falhas terríveis; ele ficaria muito decepcionado. Mas fico feliz que possamos amar uma ao outro enquanto seres humanos fracos e limitados. Apesar de eu ser fraca e irritante, ele me ama. Apesar de ele ser fraco e irritante, eu o amo. Há uma beleza verdadeira nisso. Não podemos ser o centro da vida um do outro. Entretanto, podemos amar uma ao outro com segurança em meio a nossas imperfeições. Mas só podemos fazer isso porque Deus é o centro de nossa vida."

1 Response to Trecho de 'A cruz e o crepúsculo'.

24 de abril de 2010 08:32

amei seu blog,muito mesmo,gostei da maneira como expos o amor-sem idolatria,sem dependencia excessiva,porque cristo deve ser o centro,estou lhe seguindo e gostaria muito que vizitasse meus blogs.beijo

 
"Um Morreu Por Todos para que Todos Vivessem por Um"
Kedma Matos


" Antes de sermos todos por um, um foi por todos nós. "
Kélishi Déferi

"Se não mais vivo, mas cristo vive em mim, se Deus é por nós, também temos que ser pelos nossos irmãos, pois todos formamos um só corpo."
Talita Xavier

Cristã Evangélica De Fortaleza

Copyright © 2009 Gospel Girl All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Anshul Theme By- WooThemes